• Silvio Soledade

Quero vender a minha empresa



Esta afirmação está no brilho dos olhos de muitos empreendedores, seja no início do negócio ou quando ele está em pleno vôo. Entretanto, muitos se esquecem que o processo não é simples transação de troca de ações ou de toma lá dá cá.


O primeiro passo está em se estabelecer o valor do seu negócio. Daí a importância de nos questionarmos: quanto de fato ele vale? Esta resposta nunca está relacionada apenas ao quanto ele vale hoje, mas em quanto poderá gerar de resultado e retorno aos investidores ou sócios num futuro próximo. Bem próximo por sinal!


Em épocas de crise, muitos empreendedores se questionam sobre o seu modelo de negócio e começam a refletir sobre o que pode ser feito para superar as dificuldades e alavancar resultados. Nessa reflexão é comum repensarem suas estratégias, forma de gestão, despesas, e principalmente questionar o seu papel dentro da empresa.


Foram anos de dedicação ao trabalho, porém, sem se questionar em nenhum momento o quanto realmente você está agregando valor com o passar do tempo. Valor esse que vai muito além dos ativos. Em muitos casos, as opções estão vinculadas à necessidade de captar recursos financeiros, de unir forças com outro parceiro ou até mesmo de discutir se vale a pena continuar apostando e correndo o risco de sair do jogo com muito pouco.


Você sabe quanto realmente vale sua empresa? Mesmo com o nosso mercado em crise, o Brasil ainda é o 4° País mais atrativo para investimentos, segundo o jornal Valor Econômico, ficando atrás somente de China, Estados Unidos e Índia. Um dos principais fatores que impulsionam o mercado é a desvalorização do Real perante ao Dólar, fazendo com que nossos ativos fiquem mais baratos e atrativos para investidores estrangeiros.


Em 2018, foram mais de 842 transações com um investimento da ordem de R$ 323 bilhões. Isto representa um crescimento de 14% em relação ao número de operações do ano anterior e de um aumento de 33% dos montantes envolvidos. O mais interessante é que isso ocorreu mesmo com a economia em desaceleração.


Para não perder as oportunidades que ainda virão, não seria o momento de saber quanto realmente vale o seu negócio? Quando se discute a valoração de uma empresa, outras provocações que vão além da busca por investidores, podem resolver velhos problemas, tais como: falta de sucessão, reorganização administrativa e financeira, modelagem de negócios, análise de outros mercados, e principalmente, conflitos internos entre sócios.


Outro fator importante é que talvez seja possível alavancar as operações da sua empresa, pela simples união de forças com outros parceiros, onde ambos sozinhos podem estar ameaçados, entretanto, juntos podem representar uma nova força, atrativa aos investidores.


Chegou a hora de aproveitar esse momento, em que todos falam em crise, para romper velhos paradigmas e pensar nas novas possibilidades. A saída é botar a mão na massa e sair da inércia, afinal a escolha de crescer ou morrer está em suas mãos.


Por Silvio Soledade

+55 (11) 3641-6175 | +55 (11) 99603-9411

Av. Mofarrej 348, conjunto 805 - Vila Leopoldina, São Paulo - SP, 05311-000, Brasil

  • Facebook
  • LinkedIn
  • icone-preto-e-branco-whatsapp_23-2147918
  • Instagram
  • Google Places

©2020 by Malu Soledade